Pode o amor envelhecer? | 57 de 365

Pode o amor envelhecer? O amor entre os esposos cristãos pode esfriar? O amor tem data de validade?

Para arrepio dos românticos inveterados, contra a propaganda das mídias, filmes e séries de tv, contra nossa contínua mania de negar os fatos que nos cercam, o amor matrimonial pode, sim, esfriar e morrer. Um matrimônio vivo e fecundo em seu início pode transformar-se em algo morno e insalubre, caso os membros do relacionamento descuidem dos elementos necessários para um relacionamento saudável. Mas só um tipo de amor sofre desse envelhecimento precoce. Apenas quem vive de amor sensível vê seu matrimônio envelhecer antes do tempo…

Há três tipos de amor, segundo a filosofia clássica: eros (amor sensível), filia (amor de amizade), agape (amor espiritual). O amor de sensibilidade, amor erótico, usa do bem amado para satisfazer-se e, em certa medida, muito rapidamente envelhece e perde o viço. De fato, no nível sensível, assim que termina a recompensa do amor de consumo a atração do objeto perde força sobre o amante. Perceba: se o amor conjugal está assemelhado ao amor sensível, se tudo o que se busca no parceiro são as recompensas sensíveis que possa lhe proporcionar, não é raro que esse relacionamento muito rapidamente perca seu brilho, sua vida, sua atração, pois esse benefício sensível é fugaz e fastioso.

O amor matrimonial precisa ser, no mínimo, um amor de amizade. Amor que retribui o carinho dado (filia) e amor que dá sem esperar recompensa (agape). Esse amor espiritual precisa ser o que dá forma ao matrimônio católico. Mas se os cônjuges têm um amor erótico um para com o outro, amor de recompensas, amor sensível, amor de consumo, o início do matrimônio pode ser muito recompensador, mas rapidamente esse matrimônio será testado: quando a doença chegar, quando a velhice chegar, quando alguém mais novo aparecer. Então, morre o amor que nasceu com data de validade, o amor baseado na sensibilidade. Proteja seu matrimônio fundado-o sobre algo menos mutável, sobre a alma. Ou sobre algo ainda mais seguro, sobre o amor de Deus por nós. O tempo vai corroer tudo o que seu cônjuge parece e você terá de lhe dar com aquilo que ele é. Esse é o matrimônio católico!

Por favor, compartilhe o vídeo para seus contatos e curta a nossa fanpage. Ajude-nos a formar matrimônios mais santos e a salvar famílias para Deus.

Assinar o canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCOWheh0yDnlUBSp9wynm3HQ?sub_confirmation=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *