A pequena virtude da humildade | 95 de 365

A pequena virtude da humildade

Não existe virtude mais importante que a humildade. Ela é pequena, pouco falada, mas é a mais desejada por todos os cristãos. Por ser humilde é que a Virgem Maria foi elevada acima de toda a humanidade: “Ele viu a humildade de sua serva”. Deus sempre vê a humildade de seus filhos, assim como não deixa de espiar sua soberba.

Santo Afonso Maria de Ligório louva muito bem essa virtude. Ele chega a dizer, num exagero de beleza retórica, mas que bem pode descrever o fato, que não há alma alguma que esteja no inferno e seja humilde, assim como não há qualquer um que seja soberbo e esteja no céu. E não importa o tamanho e a malícia dos pecados ou o heroísmo e a magnitude de suas virtudes. Sem a humildade, toda virtude é pó; com a humildade, todo vício pode ser remediado.

Passar despercebido é a regra da vida matrimonial. No mundo concreto da família, a humildade ganha a cor da virtude do “passar despercebido”. Serve-nos aquela passagem do Evangelho: o servo inútil sabe que não faz nada além do que devia fazer. Isso é ser humilde em família.

Que tal pôr em prática um pouco dessa virtude no nosso dia-a-dia? Fazer algo para nossos filhos e esposo, mas sem colocar os holofotes nisso. Sem exigir elogios ou recompensas. É um bom exercício de humildade. Se quiser compartilhar aí nos comentários o que você fez será muito bom. Pode servir de apoio para quem ainda está começando na luta.

Por favor, compartilhe o vídeo para seus contatos e curta a nossa fanpage. Ajude-nos a formar matrimônios mais santos e a salvar famílias para Deus.

Por favor, assine o canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCOWheh0yDnlUBSp9wynm3HQ?sub_confirmation=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *