Dica de Cinema: Como se fosse a primeira vez, Peter Segal | 61 de 365

Dica de Cinema: Como se fosse a primeira vez, Peter Segal

Nessa comédia romântica, o biólogo Henry pretende conquistar a professora Lucy. Ele a encontra num restaurante e tem o desejo de fazer dela a sua mais nova conquista. Mas algo muda, em relação a esse desejo primordial. Lucy sofreu um acidente com o pai e, como consequência, não consegue guardar memórias recentes. Tudo o que faz durante 24h se perde ao dormir, pois o cérebro não transforma aquelas experiências em dados de longo prazo. Como o amor conjugal pode crescer com esses condicionamentos? É possível que um matrimônio se sustente, caso houvesse tais limitações?

A ideia do filme é muito boa. Para que o amor conjugal se estabeleça é necessário, de fato, fazer crescer cotidianamente os sentimentos de respeito, admiração, bom humor, cuidado. Henry percebe isso e aceita o desafio de reconquistar todo o dia a sua namorada. No matrimônio católico essa tarefa se estende até o noivado e o matrimônio. É preciso renovar dia após dia o respeito, o carinho, o amor conjugal para que os matrimônios não se tornem enfadonhos e frios. Um amor frio é como um cadáver. Traz doenças, cheira mal e envenena quem está a sua volta.

Como se fosse a primeira vez é um filme bastante interessante. Principalmente se temos em conta que as relações conjugais contemporâneas tendem ao esvaziamento e destruição. Os personagens, pelo contrário, aceitam o enorme desafio de viver uma vida a dois, mesmo precisando ultrapassar dificuldades enormes. Só a certeza de que o amor humano vale a pena e que a família é um dom inestimável sustenta o protagonista. Junte-se a isso uma boa dose de fé (que o filme não permite deduzir, mas não faz mal inferir), e temos uma boa dica para os matrimônios que buscam o Céu.

Por favor, compartilhe o vídeo para seus contatos e curta a nossa fanpage. Ajude-nos a formar matrimônios mais santos e a salvar famílias para Deus.

Assinar o canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCOWheh0yDnlUBSp9wynm3HQ?sub_confirmation=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *